Turismo
Imprimir Partilhar

Porto e Região Norte lançam campanha inédita de promoção turística

"Lá em Cima" é o mote de uma campanha que se dirige ao mercado nacional

Pela primeira vez, a Associação de Turismo do Porto (ATP) e o Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP) lançam uma campanha conjunta, com o objetivo de promover o Porto, o Douro, Minho e Trás-os-Montes enquanto os quatro sub-destinos turísticos de excelência da Região Norte. "Lá em Cima" é o mote da campanha que, nesta primeira fase, se dirige ao mercado nacional.

A iniciativa assinala um marco na cooperação entre as duas entidades, mas, além disso, regressa ao investimento na promoção interna de toda a Região. O convite é assim dirigido aos portugueses, que têm aqui uma boa oportunidade para (re)descobrir o vasto território da zona norte do país, a única que já ultrapassou os 5.000 selos "Clean & Safe", em empreendimentos turísticos e de restauração.

Nesta primeira fase, a campanha apresenta ofertas em áreas como as "City & Short Breaks", o "Turismo de Gastronomia e Vinhos", de "Natureza", de "Saúde e Bem Estar", o "Turismo Religioso", o "Cultural e Paisagístico" ou o "Náutico", entre outros.

O investimento baliza-se entre os 60 e os 70 mil euros, para uma campanha multimeios, mas em que sobressai uma forte aposta no digital, como é o caso da página web "O Norte lá em cima", onde os utilizadores podem entrar em contacto com um live chat para receberem, em tempo real e de forma personalizada, sugestões sobre o seu destino ou atividades, e até reservar experiências turísticas no destino. O lançamento de vários vídeos promocionais é outra das apostas.

Essa preparação está refletida no plano estratégico traçado pelo Turismo do Porto e Norte de Portugal e pela Associação de Turismo do Porto que, num segundo momento da campanha, vai apostar no mercado espanhol, estando ainda prevista para uma terceira fase, uma promoção internacional mais intensa, particularmente junto do Brasil, EUA, Alemanha e Reino Unido e de alguns mercados asiáticos, mais preponderantes no período anterior à crise.
Ler mais